Zikagames - Início Ir para conteúdo
keyboard_arrow_down
account_circle Entrar

Entrar



  • Não recomendado para computadores públicos


  • Esqueceu sua senha?

person_add Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''jogos''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Anúncios e novidades
    • Regras
    • Anúncios
    • Entre para a equipe Zikagames!
  • Eventos Exclusivos - Zikagames
    • Bolão do Brasileirão!
    • Sorteios Zikagames!
    • Membro do mês - Zikagames!
    • Outros eventos
  • Parceiros da Zikagames!
    • TZN SHOW!
    • Athens Graphics - Discord
    • Autism - Discord
  • Espaço do usuário
    • Apresente-se para a Zikagames!
    • Tutoriais Zikagames
    • Suporte ao usuário
    • Sugestões/Reclamações
  • FPS Zone
    • Fortnite
    • PUBG
    • CS:GO
    • Apex Legends
    • CrossFire
    • Rainbow Six
    • Outros FPS games
    • Lixeira
  • RPG/MOBA zone
    • League of Legends
    • Tibia
    • World of Warcraft
    • WYD
    • Ragnarok
    • Grand Theft Auto - GTA
    • Red Dead Redemption 2
    • Outros RPGs/MOBA em geral
    • Lixeira
  • Plataformas
    • Xbox
    • Playstation
    • iOS/Android/Portáteis
    • Retrô/Emuladores
    • Lixeira
  • Design Zone
    • Galeria DesignZone
    • Tutoriais DesignZone
    • Recursos DesignZone
    • Pedidos DesignZone
    • Suporte DesignZone
    • Bate-papo DesignZone
    • Lixeira
  • Info ZONE
    • Softwares
    • Hardwares
    • Delphi
    • Visual Basic
    • C / C++
    • JAVA
    • Javascript
    • Desenvolvimento web
    • Criações InfoZone
    • Lixeira
  • Comércio ZikaGames
    • Promoções
    • Cupons
    • Doação/Venda/Troca entre usuários
    • Bate-papo (COMÉRCIO ZG)
    • Lixeira
  • Diversos
    • Bate-papo geral
    • Entrevistas
    • Trackers
    • Análises e Reviews
    • Notícias e Novidades
    • Músicas/Vídeos
    • Lixeira

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre


Discord


Instagram


Facebook


Twitter


Youtube

Encontrado 43 registros

  1. GAMES [Conteúdo Oculto] Apps: [Conteúdo Oculto] Customização: [Conteúdo Oculto] Créditos: ORION / Freitas Arts
  2. GAMES [Conteúdo Oculto] Apps: [Conteúdo Oculto] Customização: [Conteúdo Oculto] Feedback é sempre bem vindo, Me ajudando a melhorar as próximas listas. Créditos: ORION / Freitas Arts / GF~'
  3. A Steam iniciou sua promoção de férias anual, com descontos em diversos jogos, envolvendo mais de 10 mil títulos, até o dia 9 de julho. A ideia é que, a cada dia, novas ofertas sejam disponibilizadas, variando as opções. Games como Assassin's Creed Odyssey, Devil May Cry 5e Zombie Army Trology são destaque nestes primeiros dias. Veja ainda promoções em outras plataformas, como PS4 e Xbox One, a seguir: Steam A promoção de férias da Steam, neste ano, vem com o nome de Grande Prêmio da Steam. Sua duração é do dia 25 de junho a 9 de julho e oferece ainda uma dinâmica extra: a corrida entre os jogadores. Os jogadores acompanham a disputa entre cinco criaturas - porco, lebre, calopsita, tartaruga e corgi, que avançam de acordo com as conquistas obtidas nos jogos da Steam. Para participar, é preciso escolher uma das equipes e jogar os games comprados ou que já estão na biblioteca. De acordo com sua performance, mais pontos sua equipe ganha – e assim você pode receber benefícios, como descontos, decorativos para seu perfil e outras vantagens, como cards Steam. Veja ainda algumas das principais ofertas disponíveis na Steam nesta semana de promoções: Assassin’s Creed Odyssey – R$ 79,99 Devil May Cry 5 – R$ 85,79 Astroneer – R$ 41,99 Zombie Army Trilogy – R$ 16,39 A Hat in Time – R$ 27,99 PC Building Simulator – R$ 26,59 Mutant Year Zero – R$ 53,69 SCUM – R$ 25,45 PUBG – R$ 28 Last Tide – R$ 18,99 Civilization 6 – R$ 32,25 Cities Skyline – R$ 13,99 Jurassic World Evolution – R$ 23,99 Surviving Mars – R$ 19,71 Frostpunk – R$ 28,99 Prison Architect – R$ 14,49 Soulcalibur 6 – R$ 52,76 Scythe – R$ 15,19 American Fugitive – R$ 28,49 GTA 5 – R$ 34,99 Sonic Mania – R$ 12,57 Monster Hunter World – R$ 64,99 RUST – R$ 16,49 Hollow Knight – R$ 16,79 Rainbow Six Siege – R$ 29,99 The Witcher 3 – R$ 23,99 Rise of the Tomb Raider – R$ 19,49 Sekiro – R$ 159,92 Borderlands Handsome Collection – R$ 9,56 Dark Souls Remastered – R$ 77,94 Plague Tale – R$ 89,92 My Friend Pedro – R$ 32,29 Katana Zero – R$ 21,74 PlayStation Network Na PSN, nesta semana, os jogadores podem comprar jogos com bons descontos, mas todos exclusivos para assinantes da PlayStation Plus, a modalidade paga da rede do PS4. Veja os destaques: Jogos de PS4: Star Wars Battlefront 2 – R$ 26,24 Call of Cthulhu – R$ 114,95 South Park Stick of Truth – R$ 39,99 Black Clover Quartet Knights – R$ 68,97 Battlefield 4 – R$ 17,87 Conan Exiles – R$ 95,95 Burnout Paradise – R$ 29,74 Brawlout – R$ 35,75 Black Paradox – R$ 13,77 BlazBlue Central Fiction – R$ 67,49 Elite Dangerous – R$ 53,75 Far Cry 4 – R$ 40,19 Far Cry 3 Classic – R$ 45,95 Lords of the Fallen – R$ 13,39 Need for Speed – R$ 32,47 Sword Art Online Fatal Bullet – R$ 47,97 Jogos grátis para assinantes PlayStation Plus: Sonic Mania (PS4) Borderlands The Handsome Collection (PS4) Xbox Live Poucas são as ofertas de destaque da Microsoft nesta semana, mas vale lembrar que a versão Ultimate do Game Pass ainda é oferecida por R$ 1 no primeiro mês – e dá acesso a dezenas de download de jogos de graça. Confira as principais ofertas: Xbox One: Xbox Live Ultimate Game Pass – R$ 1 no primeiro mês Forza Horizon 3 Blizzard Mountain - $ 18,73 Forza Horizon 3 Car Pass – R$ 14,98 Forza Motorsport 7 Car Pass – R$ 28,11 Tron Runr – R$ 12,87 Tron Runr Deluxe – R$ 19,47 Everspace – R$ 28,11 Shantae and the Pirate’s Curse – R$ 23,40 The Council Complete – R$ 22,25 The Surge – R$ 20,75 Games With Gold – jogos gratuitos para assinantes Xbox Live: Earth Defense Force 2017 (Xbox One e Xbox 360) Rivals of Aether (Xbox One) NHL 19 (Xbox One) Créditos ao TechTudo pelo conteúdo!
  4. Wolfpack

    6 Jogos Brasileiros por R$ 19,99 [Conteúdo Oculto]
  5. A desenvolvedora BetaDwarf está comemorando NOVE ANOS Dessa forma, você pode escolher um de 3 jogos (na verdade, 2 jogos e 1 DLC) O resgate pode ser feito através do link abaixo: [Conteúdo Oculto] Basta selecionar, linkar a steam e visitar o discord do jogo "Minions Masters" através do link mostrado.
  6. Boa notícia para os jogadores de videogame: tudo indica que a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) poderá votar nesta quarta-feira (3) uma proposta de emenda à constituição (PEC) que irá acabar com os impostos sobre jogos eletrônicos. A proposta, que recebe o nome oficial de PEC 51/2017, foi elaborada pela senadora Marta Suplicy e tem como objetivo incluir os jogos de videogame (tanto físicos quanto digitais) na lista de produtos culturais que possuem isenção tributária — a mesma onde hoje já estão incluídas hoje obras como livros e CDs de música. A possibilidade de votação foi confirmada pelo próprio Senado Federal, que usou seu perfil no Facebook para lembrar seus seguidores sobre a PEC. De acordo com a descrição do documento, a aprovação da medida é a única forma de promover uma mudança real da tributação do segmento, que atualmente paga a mesma tributação dispensada para jogos de azar (cerca de 70% do valor do produto). Como a votação é apenas uma possibilidade — a PEC ainda não foi aprovada, e sempre há a possibilidade de ela acabar nem sendo votada no fim das contas —, não é possível saber como essa mudança tributária irá afetar o setor no país, mas caso aconteça possivelmente será de forma positiva para ambas as partes — tanto para os consumidores quanto para os desenvolvedores nacionais. Fonte: Facebook
  7. A disputa das finais mundiais da ESL Pro League Season 9 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) começam no dia 18 de junho. Após um mês de classificatórias regionais, os melhores times se enfrentarão em Montpellier, na França. O Brasil será representado por três equipes: MIBR, Luminosity Gaming e DETONA Gaming. Os jogos serão transmitidos ao vivo nos canais da ESL na Twitch TV, YouTube e Facebook. Além do título, os times disputam o prêmio total de US$ 600 mil (R$ 2,3 milhões), dos quais US$ 250 mil (R$ 961,7 mil) vão para o campeão. O time que levar o título também entra na corrida pela premiação do Intel Grand Slan Season 2. Confira, a seguir, o calendário de jogos, times e regras da ESL Pro League Season 9 Finals. Times na disputa Os times vencedores das classificatórias europeias são Mousesports, FaZe Clan, G2 Esports, Astralis, Fnatic, HellRaisers, North e Heroic. NRG Esports, Team Liquid, Luminosity Gaming, DETONA Gaming, MIBR e Cloud9 representam a região das Américas. Grayhound Gaming e TYLOO são as equipes da região Ásia-Pacífico (APAC). Nas finais mundiais da Season 9 o Brasil marca presença em peso. A Luminosity garantiu vaga ainda na fase de grupos, terminando como líder do grupo C com duas vitórias. A DETONA Gaming também se classificou na fase de grupos, liderando o grupo sul-americano com três vitórias. A MIBR, que disputou a fase de grupos com a Luminosity, terminou em segundo lugar, indo para segunda fase. O elenco liderado por Gabriel "FalleN" Toledo terminou como líder invicto do grupo A e garantiu a vaga para as finais. Formato A competição será dividida em duas etapas. Na primeira fase os times serão divididos em dois grupos de oito times, distribuídos de acordo com o Ranking Mundial da ESL. As disputas serão em sistema de dupla eliminação, com as partidas de estreia jogadas em séries melhor de um (MD1). O restante dos jogos será disputado em séries melhores de três (MD3). Os três primeiros colocados de cada grupo avançam para os playoffs. Nos playoffs, as disputas serão em sistema de eliminação simples. Os times que venceram a fase de grupos avançam direto para as semifinais. As equipes que ficaram em segundo lugar, jogam para as quartas de final na chave alta (Upper Bracket). Os terceiros colocados jogam as quartas de final na chave baixa (Lower Bracket). Todas as partidas serão jogadas em MD3, exceto a grande final, que será uma série melhor de cinco (MD5). Calendário de jogos Veja a seguir a relação de jogos de abertura da fase de grupos no horário de Brasília: Os outros jogos da fase de grupos acontecem ainda no dia 18 de junho até o dia 20. No dia 18 os jogos restantes acontecem às 11h40 e 15h10. Nos dias 19 e 20 de junho, os times se enfrentam às 07h, 10h30 e 14h. Já os playoffs, acontecem a partir de sexta-feira (21): Sexta-feira (21 de junho) 10h - Quarta de final #1 (MD3); 13h50 - Quarta de final #2 (MD3). Sábado (22 de junho) 10h - Semifinal #1 (MD3); 13h50 - Semifinal #2 (MD3). Domingo (23 de junho) 11h - Grande final (MD5). Via Liquipedia e HLTV
  8. ryzen

    Esse tópico tava faltando ne! Bom saber o que voces curtem, falem pra nos ai rsrs
  9. Diversos jogos competitivos exigem configurações básicas de PCs e notebooks, como League of Legends (LoL), Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e o card game Magic: The Gathering Arena. Os títulos, que são verdadeiro sucesso nos esports, não trazem gráficos tão avançados, mas têm downloads gratuitos. Veja, a seguir, sete jogos competitivos que podem rodar em notebooks e PCs básicos. Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) Lançado em agosto de 2012 pela Valve Corporation, Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) é uma febre mundial nos esportes eletrônicos e o principal nome FPS (First-Person Shotter) do cenário. Além de contar com diversas competições no mundo inteiro e times brasileiros de destaque internacional, como a MIBR, trata-se de um jogo que não exige tanto de sua máquina e pode ser baixado gratuitamente na Steam. Counter-Strike:Global Offensive - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows® 7/Vista/XP Processador Intel® Core™ 2 Duo E6600 ou AMD Phenom™ X3 8750 Memória RAM 2 GB Placa de vídeo GeForce GT 520, Radeon HD 6480G ou similares Espaço em disco 15 GB Fonte: Steam PUBG Lite PUBG Lite foi lançado pela PUBG Corp como uma opção mais leve de seu famoso Battle Royale PlayerUnknown's Battlegrounds. Seus requisitos mínimos são bem menores e não exigem uma máquina tão potente como no jogo original. Vale destacar que PUBG Lite é um jogo gratuito e ainda não possui cenário competitivo oficial. PUBG Lite - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows 7 64 bit ou superior Processador Intel Core i3 2,4 GHz ou equivalente Memória RAM 4 GB Placa de vídeo Intel HD Graphics 4000 ou equivalente Espaço em disco 4 GB Fonte: PUBG Corp League of Legends Lançado pela Riot Games em outubro de 2009, League of Legends se destaca por ser um enorme sucesso no competitivo, com ligas regionais e campeonatos mundiais com prêmios milionários. Além disso, LoL também é um grande nome quando o assunto é a acessibilidade: ele pode ser jogado em PCs mais básicos e, talvez por isso, conta com um grande número de jogadores ativos. League of Legends - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows XP (Service Pack 3 APENAS), Windows Vista, Windows 7, Windows 8 ou Windows 10 Processador Processador de 3 GHz Memória RAM 1 GB Placa de vídeo Dedicada com memória de vídeo de 512 MB ou superior Espaço em disco 12 GB Fortnite Fortnite é um Battle Royale gratuito e sucesso mundial absoluto. Seu cenário competitivo impressiona com as grandes premiações, como a Fortnite World Cup, que distribuirá US$ 112 milhões (cerca de R$ 445 milhões) em prêmios para os jogadores em 2019. Desenvolvido pela Epic Games, o game pode ser um pouco pesado quando jogado em configurações mais altas, mas trata-se de uma boa opção para um PC mais básico quando seus gráficos estão no mínimo. Fortnite - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows 7/8/10 64 bits e Mac OSX Sierra (10.12.6+) Processador Core i3 2.4 Ghz Memória RAM 4 GB Placa de Vídeo Intel HD 4000 no PC ou Intel Iris Pro 5200 no Mac Espaço em disco 8 GB Fonte: Epic Games Hearthstone Desenvolvido pela Blizzard, Hearthstone é uma excelente opção para os fãs de World of Warcraft que gostam de jogos de cartas. Com um cenário competitivo estabelecido, que conta com circuitos regionais e torneios internacionais, Hearthstone também não é exigente quanto aos seus requisitos mínimos de configuração. Hearthstone - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows® 7 / Windows® 8 / Windows® 10 Processador Intel® Pentium® D ou AMD® Athlon™ 64 X2 Memória RAM 3 GB Placa de vídeo NVIDIA® GeForce® 8600 GT ou ATI™ Radeon™ HD 2600XT ou superior Espaço em disco 3 GB Fonte: Battle.net Gwent Lançado em outubro de 2018, Gwent é outro jogo de cartas gratuito que pode ser jogado em PCs com configurações mais básicas. O game desenvolvido pela CD Projekt, se passa no universo de The Witcher e também já conta com um circuito profissional, que é organizado pela própria desenvolvedora do game. Gwent - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows 7/8/8.1/10 (64 bit) Processador Intel Celeron G1820 | AMD A4-7300 Memória RAM 4 GB Placa de vídeo NVIDIA GeForce GT 730 | Radeon R7 240 Espaço em disco 6 GB Fonte: CD Projekt Magic: The Gathering Arena Sucesso desde os anos 90, o famoso jogo de cartas ganhou sua adaptação para PC chamada de Magic: The Gathering Arena. Desenvolvido pela Wizards of the Coast, o game conta com um circuito competitivo recente, que começou em fevereiro de 2019 e acaba em dezembro com o Magic World Championship. Assim como os outros jogos de carta, Magic também não exige muito do PC, podendo ter desempenho e jogabilidade mantidas mesmo com configurações mais básicas. Magic: The Gathering Arena - Requisitos mínimos Sistema operacional Windows 7 Processador AMD Athlon 64 X2 Dual Core 5600+ ou equivalente Memória RAM 2 GB Placa de vídeo GeForce GTX 8800 ou equivalente Espaço em disco 5 GB Fonte: Magic: The Gathering Via Riot Games, Epic Games, Battle.net, Magic, PUBG Lite, CD Projekte Steam
  10. A Intel revelou, nesta terça-feira (28), a décima geração dos processadores Core i. Os chips prometem melhor performance gráfica e podem, inclusive, rodar jogos em Full HD sem a necessidade de placas dedicadas, além de oferecerem ganhos de performance da ordem de 18%. Chamada de Sunny Cove, a arquitetura estreia com os novos processadores Core i3, i5 e i7, voltados para laptops com design de até quatro núcleos e oito threads. Embora não tenha detalhado as especificações dos chips da nova geração, a Intel afirma que os primeiros produtos com a arquitetura de 10 nanômetros chegam ao consumidor em laptops já no segundo semestre deste ano. Em termos de performance, a fabricante menciona que os processadores da décima geração para laptops chegam a velocidades de até 4,1 GHz com o turbo acionado. A velocidade bruta é mais baixa do que os 4,6 GHz alcançados pelo i7 8565U, por exemplo, que está disponível no Brasil nos notebooks Dell Inspiron 15 7000. Entretanto, a Intel garante que, mesmo com velocidades máximas mais baixas, a nova geração terá performance 18% maior. Isso é possível porque o ganho de desempenho dos novos processadores está na capacidade de trabalho. Ou seja, a nova geração será capaz de realizar 18% mais operações a cada ciclo do processador, algo que faz com que uma CPU nominalmente mais lenta acabe, na prática, mais rápida do que outra com clock mais alto. A grande promessa da Intel, no entanto, fica por conta dos gráficos integrados Iris Plus, que deixam para trás as mais modestas Intel UHD Graphics. Já ensaiando uma possível chegada de placas de vídeo, a Intel garante que os novos processadores de décima geração terão performance gráfica, no mínimo, comparável às APUs da AMD. Além disso, eles vão permitir que usuários de notebooks comuns encarem games em Full HD sem a necessidade das placas de vídeo dedicadas. Outro diferencial interessante é o suporte ao Wi-Fi 6, que deve garantir mais velocidade de transferência de dados em redes sem fio, chegando a níveis 40% superiores em relação ao Wi-Fi 5 (ac). De resto, os novos chips terão mais musculatura para dar conta de tarefas de inteligência artificial, atingindo capacidade de processamento em torno de duas vezes e meia mais rápida que a geração anterior em no aprendizado de máquina. Via Intel, Engadget, Ars Technica e PC World
  11. The Wolf Among Us e Tales From The Borderlands estão entre os títulos que dirão adeus à loja. O GOG, loja digital que pertence à CD Projekt Red, anunciou que os jogos da Telltale disponíveis no catálogo serão retirados da loja no dia 27 de maio. Os títulos incluem nomes bem familiares, como The Wolf Among Us e Tales From The Borderlands, por exemplo. Confira a lista completa: Puzzle Agent Puzzle Agent 2 Batman – The Telltale Series Batman: The Enemy Within – The Telltale Series The Wolf Among Us Tales From The Borderlands Hector: Badge Of Carnage Strong Bad’s Cool Game For Attractive People Sam & Max Save The World Sam & Max Beyond Time And Space Sam & Max: The Devil’s Playhouse Marvel’s Guardians Of The Galaxy: The Telltale Series Felizmente, quase todos esses games ainda estão disponíveis no Steam, e ainda não possuem previsão de deixarem a plataforma. A única exceção é Tales From The Borderlands, que foi retirado da loja; ainda assim, a distribuidora 2K Games afirma que está tentando trazer o título de volta para a plataforma da Valve. O repentino fechamento da Telltale em 2018 tem ecoado até hoje, com relatos sobre as políticas abusivas de crunch e, claro, trâmites burocráticos envolvendo seus títulos. Felizmente, a temporada final de The Walking Dead escapou da catástrofe. A série foi retomada pela Skybound Games, que finalizou os últimos capítulos juntamente a alguns desenvolvedores que já trabalhavam no projeto antes da Telltale fechar. O game até chegou a receber uma edição de colecionador com todas as temporadas e vários itens colecionáveis. Fonte: Theenemy
  12. GTA 5, Skyrim e Assassin's Creed Odyssey estão entre melhores jogos de mundo aberto para PC. Os títulos oferecem liberdade de exploração e de escolha, para que a experiência seja diferente e personalizada para cada jogador. Quer conhecer os melhores títulos atuais? Confira a lista que o TechTudo preparou com melhores games online e offline do gênero para os PCs. GTA 5 Enquanto Red Dead Redemption 2 fica apenas nos consoles, GTA 5 continua sendo o melhor jogo de mundo aberto da Rockstar para PC. Mesmo anos após o lançamento, a popularidade da franquia ainda mantém o jogo entre os títulos mais vendidos da atualidade. Além da campanha offline e suporte para mods, grande parte do seu sucesso se deve ao GTA Online. O modo é um prato cheio para quem curte multiplayer e muita ação, pois está repleto de conteúdo oficial atualizado e também de criações dos próprios fãs, como o FiveM, que permite servidores privados para jogar roleplay com os amigos. Assassin's Creed Odyssey Lançado em 2018, Assassin's Creed Odyssey mostrou que a famosa franquia da Ubisoft ainda tem muito espaço para se aprimorar e inovar. O game traz uma viagem à Grécia Antiga no papel de dois protagonistas, Kassandra ou Alexios, mercenários que estão em busca de sua família. O destaque do game está na liberdade de escolha do jogador, pois diálogos e ações impactam a história dos personagens e a conclusão das missões. E para quem tem sede de conteúdo, o vasto mundo do game está em expansão constante devido as atualizações, que adicionam inimigos, missões inéditas e DLCs, como o O Destino de Atlântida. Kingdom Come: Deliverance Para quem busca por uma verdadeira experiência medieval, Kingdom Come: Deliverance é um jogo que não pode faltar no PC. Lançado em 2018 pela Warhorse Studios em parceria com a Deep Silver, o RPG de ação entrega uma aventura épica pelos reinos da Europa medieval. Sem dragões ou criaturas místicas, o protagonista é Henry, o filho de um humilde ferreiro. Vítima de uma guerra civil, o garoto tem sua vila destruída em um ataque brutal e deve aprender a lutar para sobreviver. O jogo impressiona pelo realismo histórico e um mapa de proporções gigantescas, além de forçar o jogador a começar sem saber nada. The Witcher 3: Wild Hunt Eleito o melhor jogo do ano após o seu lançamento, The Witcher 3: Wild Hunt não é somente um dos melhores jogos da franquia, como também um dos RPGs mais populares da última geração. O game da CD Projekt RED deixou fãs e novos jogadores de queixo caído com seu imenso mundo aberto, criaturas épicas e combate extremamente polido. No papel de Geralt de Rivia, o protagonista da série, os jogadores tem liberdade para cavalgar, explorar e decidir o que fazer em The Witcher 3. E como se o a imensa quantidade de conteúdo não fosse suficiente, o game ainda recebeu os DLCs Blood and Wine e Hearts of Stone, além do jogo de cartas Gwent, lançado separadamente pela CD Projekt RED. Subnautica Lançado em 2018, após de um período em acesso antecipado, Subnautica provou que o fundo do mar pode ser imensamente assustador e divertido. Com foco na sobrevivência e coleta de recursos, o game literalmente mergulha o jogador em uma aventura por um oceano alienígena, com mistérios e criaturas nunca vistos pela humanidade. O game não impressiona apenas nos gráficos, mas também na diversidade biomas para explorar, cada um com seu conjunto próprio de fauna e flora. O jogador pode construir de submarinos a bases subaquáticas, tudo que for preciso para se defender e sobreviver. Em janeiro deste ano, o game ganhou a expansão independente Subnautica: Below Zero. O jogo é um "novo capítulo" na história de Subnautica, e se passa em uma região inédita e tomada pelo gelo. No momento, o Below Zero está em acesso antecipado apenas para PC. The Elder Scrolls V: Skyrim O quinto título da franquia The Elder Scrolls é sem dúvidas um dos jogos mais populares da Bethesda. Anos após o seu lançamento em 2011, o game continua firme como um dos RPGs mais relevantes da atualidade. Tanto que recebeu versões remasterizadas para PC, PS4, Xbox One e Nintendo Switch, e até uma versão para os óculos de realidade virtual. Nos computadores, os mods expandiram o mundo de Skyrim a outro nível, com direito a atualizações não oficiais, melhorias nos gráficos, personagens inéditos e até mesmo DLCs completos criados por fãs. FarCry 5 Far Cry 5 traz a boa e velha mecânica da franquia com uma pitada de inovação na medida certa. Não faltam atividades e lugares para se explorar no game. O jogador tem total liberdade para gastar seu tempo como quiser, seja em missões secundárias, na caçada de animais ou jogando com amigos no modo cooperativo da campanha principal. O protagonista do jogo é um agente do governo, que tem como objetivo é se infiltrar em uma seita, chamada de Eden's Gate'. O grupo fica na cidade de Hope County e é liderado pelo fanático religoso Joseph Seed. Ghost Recon Wildlands Em 2017, a Ubisoft uniu o estilo tático de Ghost Recon com o cooperativo online para elevar o nível da franquia. Ghost Recon Wildlands se destaca por oferecer liberdade total um jogador, ou uma equipe de até quatro jogadores, em uma experiência realista de estratégia militar. O game se passa em uma Bolívia fictícia que foi dominada pelo narcotráfico. Os jogadores são agentes Ghost, uma unidade de operações especiais dos Estados Unidos, que tem como objetivo derrubar o cartel Santa Blanca que controla o país de maneira brutal. Forza Horizon 4 O jogo corrida em mundo aberto também está disponível para Windows. O título eleva o sucesso de Forza 3 a outro patamar, combinando a jogabilidade arcade com elementos de simulação. Forza Horizon 4 é quase que obrigatório para os amantes de velocidade e competição. O game impressiona nos gráficos, especialmente com o sistema de estações dinâmicas que mudam tanto o visual quanto a jogabilidade. As corridas são disputadas em um mapa fictício da Grã-Bretanha, no Reino Unido, com competições online e outras provas. Fallout 4 Para quem gosta de personalizar cada detalhe de um jogo, Fallout 4 é um verdadeiro paraíso para mods, especialmente nos PCs. O game pode não ser tão impactante quanto seus antecessores, mas garante horas e horas de diversão e muito conteúdo inédito criado pelos fãs do game. O grande atrativo do jogo é seu mundo aberto, NPCs e opções de personalização. O jogador é livre para explorar um mundo devastado pela guerra nuclear e desenvolver seu próprio estilo de combate. Créditos ao TechTudo!
  13. GAMES [Conteúdo Oculto] Apps: [Conteúdo Oculto] Customização: [Conteúdo Oculto] Feedback é sempre bem vindo, Me ajudando a melhorar as próximas listas. Créditos: ORION / Freitas Arts
  14. O PS2 foi um dos consoles mais populares da história. Nele surgiram franquias de sucesso ou novas versões de títulos consagrados. E tamanha popularidade fez com que muitos desses games recebessem versões para dispositivos móveis. O TechTudo preparou uma lista com os clássicos do console de 128 bits que estão disponíveis para iOS e Android: Bully Um dos jogos mais amados e polêmicos da geração 128 bits ganhou uma versão para iOS e Android. Nele, você controla um estudante que precisa realizar ser um valentão que aplica o Bullying contra seus colegas de classe, ou um defensor dos oprimidos. Com uma visão em terceira pessoa, o game ficou popularmente conhecido como GTA na escola. Isso também deve-se ao fato de que ambos os jogos são produzidos pela mesma empresa: a Rockstar Games. Crazy Taxi Sucesso dos arcades no final dos anos 90, Crazy Taxi é um game com um objetivo simples e divertido: transportar clientes em seu táxi e levá-los aos seus respectivos destinos. Entretanto, a tarefa é a mais louca possível, onde não é preciso se preocupar com sinais de trânsito, contramão e colisões. A versão para celulares e tablets é uma das melhores. Isso porque traz um jogo rodando a 60 fps, comandos com uma resposta bem rápida, e compatibilidade para controles via Bluetooth. Fahrenheit: Indigo Prophecy Remastered Misturando elementos de filme e videogame, Indigo Prophecy coloca o jogador no comando de três personagens envolvidos em uma trama de assassinato e teoria da conspiração. Esta versão, disponível para smartphones e tablets, chega remasterizada, ou seja, com gráficos ainda melhores em relação a sua versão original. Os controles também receberam melhorias e, curiosamente, é um dos raros casos em que a adaptação supera a original. GTA 3 O game que revolucionou o mundo com seu gênero “mundo aberto” recebeu uma versão para dispositivos móveis. Ela traz gráficos um pouco melhores, mas não chega a ser uma remasterização, apenas ligeiras melhorias visuais. Em GTA 3 você controla o ex-presidiário Claude, que precisa cumprir uma série de missões para sobreviver e crescer na vida. O problema é que essas atividades são ilegais e envolvem assassinatos, roubos de carros e outros crimes. GTA Vice City Continuação de GTA 3, Vice City coloca o jogador no controle de Tommy Vercetti, um mafioso da família Forelli. Após cair em uma emboscada e passar quinze anos na prisão, o protagonista procura uma nova vida nas ruas cheias de brilho da fictícia cidade que é uma cópia genérica de Miami. Assim como seu antecessor, o game traz melhorias visuais, mas não chega a ser um título remasterizado. Os controles foram bem adaptados, mas ainda há uma certa dificuldade, principalmente quando envolvem muitas atividades ao mesmo tempo, como dirigir e atirar. GTA San Andreas Considerado por muitos jogadores como o melhor GTA de todos os tempos, San Andreas coloca você no controle de Carl "CJ" Johnson. O personagem é membro de uma gangue e foi acusado de assassinato, cabendo ao jogador provar sua inocência e ao mesmo tempo evolui-lo no mundo do crime. Por ser um título mais recente, a conversão para celulares e tablets fez com que se tornasse o mais bem adaptado da franquia. Entretanto, assim como seus antecessores, também sofre com os controles da tela. Max Payne O detetive mais famoso do mundo dos games também ganhou uma versão para celulares e tablets. Ela traz todos os controles do jogo, incluindo o famoso efeito em slow motion no qual Max pode acertar diversos oponentes em um único salto. No jogo, você precisa controlar o personagem que dá nome ao título que precisa deixar de lado sua profissão para ir em busca dos responsáveis pelo assassinato de sua família. Créditos ao TechTudo!
  15. A Western Digital lançou no Brasil, nesta semana, o SSD WD Black SN750, voltado para realidade virtual e jogos de alta exigência gráfica. O modelo conta com interface NVMe, considerada a tecnologia mais veloz do mercado. O produto chega ao mercado em capacidades que variam de 500 GB a 1 TB e com preços a partir de R$ 579. Há ainda a opção com dissipador de calor integrado, que custa, pelo menos, R$ 999 no comércio eletrônico. Segundo a WD, o SSD é ideal para abrir programas e arquivos, carregar e transferir jogos, além de reproduzir vídeos em resoluções 4K ou 8K. O componente é uma boa alternativa aos tradicionais HDs. Em condições ideais, o modelo de 1 TB alcança 3.470 MB/s de taxa de leitura e 3.000 MB/s de gravação. O desempenho é maior do que os modelos da mesma linha anunciados em outubro de 2018, também com foco em games. O dissipador de calor que pode acompanhar o produto ajuda a manter a velocidade e a temperatura, ajudando a estabilizar as taxas de transferência de dados ao rodar jogos pesados no computador. O dispositivo de resfriamento, produzido pela EKWB, entra em ação quando há operações intensas do componente para garantir jogatina sem queda de performance por um período mais longo. Já na versão sem o dispositivo de dissipação integrado, o modelo é projetado para limitar o desempenho a medida em que o nível de estresse aumenta, evitando o superaquecimento. Em qualquer versão, o SSD está disponível no formato 2280 com conector M.2, ideal tanto para desktops quanto para notebooks. O WD Black SN750 também oferece o painel Gaming Mode, que permite controlar quando o SSD pode economizar energia ou deve funcionar a níveis máximos de operação. Créditos ao TechTudo!
  16. Freitas Arts

    2 JOGOS FREE LINK [Conteúdo Oculto] Valor normal: Fearless Fantasy = R$ 13,99 Divide By Sheep = R$ 10,49 Plataforma: STEAM Vai até: 13 de mai às 14:00 RESGATANDO, O JOGO É PERMANENTEMENTE SEU
  17. Free Fire e Shadowgun Legends são os melhores jogos para Android de 2019. Concorda? Dê a sua opinião! Free Fire Battlegrounds e Shadowgun Legends foram os grandes vencedores do prêmio Google Play de 2019, que aconteceu na última terça-feira (7). A premiação escolhe os melhores jogos para Android do ano e leva em conta avaliações dos usuários, inovação, qualidade do aplicativo e retenção de usuários para composição da lista. Para o evento deste ano, a Google trouxe uma nova categoria para a premiação: jogo mais bonito, que valoriza os gráficos e efeitos visuais presentes nos jogos. Veja, a seguir, os títulos premiados. O melhor do ano Desenvolvido pela MADFINGER GAMES, Shadowgun Legends foi eleito o melhor jogo de 2019. O game mistura elementos de RPG e FPS e possui modos multiplayer e singleplayer. Ele pode ser baixado gratuitamente no Android e iPhone (iOS). O jogo tem como cenário um mundo repleto de heróis que batalham contra alienígenas e conta com gráficos de alta qualidade. Jogo mais inovador O título de jogo mais inovador ficou com Free Fire Battlegrounds. O Battle Royale da Garena é um dos fenômenos das lojas virtuais com mais de 100 milhões de downloads somente na Google Play. É importante mencionar que o game também ganhou o prêmio de melhor jogo de 2018 segundo os usuários. Jogo mais bonito Asphalt 9: Legends foi eleito o game mais bonito de 2019. O jogo de corrida desenvolvido pela Gameloft conta com gráficos em 3D bem trabalhados com suporte a HDR, tecnologia de última geração que melhora a qualidade de imagem e está disponível nos dispositivos móveis mais potentes. Jogos premiados Confira a lista completa dos jogos eleitos na premiação: Jogo mais inovador: Garena Free Fire Old School Runescape Harry Potter: Hogwarts Mystery MARVEL Força Strike Star Trek: Fleet Command Jogo mais bonito: Asphalt 9: Legends Badland Brawl CHUCHEL Gorogoa Shadowgun Legends Jogos que estão na lista dos melhores aplicativos de 2019: Shadowgun Legends Tick Tock: A Tale for Two MARVEL Força Strike Créditos ao Google Play e ao TechTudo!
  18. O IberAnime 2019, que vai realizar-se de 18 a 19 de Maio na FIL em Lisboa, vai ter mais do que conteúdos relacionados com anime. A Microsoft Portugal anunciou que vai marcar presença no evento com a Xbox One X, prometendo que te "poderás envolver nos jogos em verdadeiro 4K". A lista de títulos que poderás experimentar na Xbox One X é a seguinte: Mortal Kombat 11 Devil May Cry 5 Jump Force Kingdom Hearts III Pro Evolution Soccer 2019 Crackdown 3 Metro Exodus Vais estar presente no IberAnime 2019?
  19. GAMES Grande parte, são versões PRO [Conteúdo Oculto] Apps [Conteúdo Oculto]
  20. O gravador de jogos Action! é o software de gravação de gameplays e da tela mais popular no mercado, oferecendo a possibilidade para gravar e fazer stream em tempo real sempre em alta definição. O Action! permite também aos usuários gravarem vídeos com alto rácio de frames em qualquer tarefa no ambiente de trabalho, adicionarem comentários de áudio e até criarem tutoriais simples de seguir sem esforço. Com a sua interface de usuário intuitiva e integração com alguns dos serviços de streaming mais populares, o Action! é um dos gravadores de ela mais amigáveis disponíveis. O Action! é compatível com Windows Vista, 7, 8, 8.1, e Windows 10, estando disponível para a grande maioria de jogadores e usuários no geral. Os vídeos são capturados com o Action! em formato AVI 2.0 ou MP4 usando os codecs H.264 ou H.265, o que significa que os usuários podem tirar o máximo partido de dois mundos: baixo tamanho de arquivo e qualidade elevada. Numa tela única, o Action! consegue gravar vídeos em alta qualidade até à resolução em 4K. Porém, as gameplays em tridimensional podem ser gravadas no formato AVI até 8192x8192, ultrapassando todas as qualidades de gravação de vídeo modernas. Ao gravar vídeos com formato AVI, o Action! consegue capturar até 144 frames por segundo. No formato de maior qualidade em MP4, o Action! consegue gravar até 60 frames por segundo. Recursos Principais O Action! está recheado de recursos. Usa o seu GPU da forma mais otimizada para garantir gravações de gameplays suaves em alta definição, e reproduz o seu rácio de frames atual e médio durante as gameplays para salvar os seus resultados como referência. O Action! pode ser indicado para os jogadores, mas não deixa os outros usuários de parte. Com a sua capacidade de gravação em alta definição e suave de qualquer tarefa realizada na tela, este programa poderoso consegue ajudar qualquer tipo de usuário a gravar tutoriais de alta qualidade com toda a facilidade. Mesmo que você altere entre janelas, o Action! continua a gravar toda a ação num único clipe estável. Você pode também adicionar comentários de áudio em tempo real com o microfone para fornecer todas as instruções necessárias. Streaming em Tempo Real O Action! foi desenvolvido para fazer streaming em tempo real e está integrado com os serviços de streaming mais populares como o Twitch, Facebook Live, YouTube e Hitbox. Se você não quiser fazer streaming em direto mas ainda assim pretende partilhar os seus clipes, o Action! dispõe de vários perfis pré-definidos que lhe permitem simplesmente pressionar num botão e exportar instantaneamente os seus clipes para o formato mais adequado com a sua plataforma de mídia de eleição. Adicionar Webcam Um dos recursos mais comuns na maioria dos streams em tempo real populares é a inclusão de gravações da webcam de um jogador, num dos cantos da tela. O Action! consegue realizar esta ação com facilidade, permitindo-lhe simplesmente selecionar a sua webcam e a posição onde pretende colocar a transmissão da sua stream, e de seguida basta iniciar a gravação. Em adição tem integrada a opção de chroma key do Action!, a qual lhe permite alterar qualquer fundo com cor sólida para um fundo à sua escolha, durante o seu streaming. Alta Resolução O Action! também suporta a gravação de vídeos em alta resolução. Você pode capturar vídeos em alta qualidade desde 2K até 4K em formatos AVI ou MP4, e até uma qualidade de 8K com configurações NVIDIA 3D Vision ou AMD Eyefinity no formato AVI. Gravação de Áudio Ao contrário de alguns dos seus concorrentes, o Action! permite-lhe gravar tudo o que ouve incluindo sons dos jogos, músicas de fundo e a sua própria voz, e misturar tudo no seu stream em tempo real ou gravação. Você pode capturar múltiplas imagens da tela e criar efeitos de câmera lenta suaves e de alta qualidade para obter uma apresentação de vídeo mais original e interessante. Prós e Contras Todos os softwares tem os seus pros e contras, e o Action! não é excepção. Tal como mencionámos em cima, o Action! dispoinibiliza gravação em HD e uma interface de usuário amigável. Conta também com opções poderosas de edição de vídeo e áudio e trabalha convenientemente com um canal em separado para microfones. O suporte de marcação é uma das funcionalidades que mais se destacam neste software, pois não é um recurso que seja possível encontrar em muitas outras opções. O suporte de streaming em tempo real e capacidade para capturar imagens da tela, por outro lado, estão disponíveis em praticamente todas as alternativas do mercado, mas ainda assim é sempre um recurso importante que qualquer software deste gênero deve disponibilizar. Com a sua capacidade para implementar vídeos da webcam nos vídeos em streaming, juntamente com comentários do microfone, o Action! destaca-se da concorrência. Contudo, um dos melhores recursos do Action! é a sua capacidade para manter um consumo de CPU relativamente baixo e gravar vídeos em arquivos até 20 vezes mais pequenos que o normal. Existem, como é óbvio, algumas características em que o Action! não atinge a exigência pretendida. Ao contrário de outros aplicativos populares de captura e streaming de vídeos, o Action! não é gratuito. Oferece uma versão de teste gratuita de 30 dias, mas após este período você tem que pagar $29.95 pela versão Home ou $49.95 pela versão Comercial. Além disso também não pode definir um rácio de frames personalizado ou ajustar os rácios de bits do vídeo com o software Action!. Como Usar Gravação de Gameplays O modo de gravação de "Jogos e Aplicativos" serve para capturar vídeos de qualquer jogo ou aplicativo com DirectX 9/10/11 ou OpenGL. Para começar, altere o modo de gravação para "Jogos e Aplicativos" e inicie o seu jogo. A HUD do Action! irá aparecer no canto superior direito do seu jogo. A cor azul nos números do rácio de frames indicam que o jogo está ativo e que o Action! está pronto a gravar. A tecla de atalho padrão para começar a gravar é F9. Pressione esta tecla assim que pretende iniciar a gravação e comece a jogar normalmente o seu jogo. Poderá reparar que o jogo está a ser gravado através da alteração da HUD. Assim que quiser parar a gravação, pressione novamenteme F9. A sua gravação irá terminar e a HUD irá voltar ao estado normal. Se não quiser que a HUD seja exibida nas suas gravações, acesse as opções da HUD no Action! HUD e selecione a opção "Não gravar a HUD nos jogos e aplicativos". Para reproduzir vídeos gravados, você pode usar o leitor interno do Action! para selecionar a gravação da gameplay. Para mais opções de reprodução, considere baixe o Splash, também desenvolvido pela Mirillis. Com o Splash você pode desfrutar de recursos poderosos como o SmartSeek, DetailBoost, LightBoost e AudioBoost. Streaming em Tempo Real O streaming em tempo real tornou-se extremamente popular e até permite aos usuários ganharem algum dinheiro. Essencialmente, você pode transmitir as suas gameplays no momento em serviços como o Twitch ou YouTube. Fazer streaming em tempo real é muito simples com o Action! Como começar Para fazer streaming em tempo real no Twitch, inicie o Action! e selecione a aba "Streaming em Tempo Real" e selecione a opção "Ativar Streaming em Tempo Real". Ajuste o tamanho do seu vídeo, o rácio de frames e as definições de rácio de bits de forma a corrsponder às capacidades da velocidade da sua Internet e do poder de processamento do computador. Se tiver alguns problemas de desempenho, deve reduzir o tamanho do vídeo e o rácio de frames ou o rácio de bits. No Twitch Após realizar os passos em cima, selecione “Twitch.tv” na opção "Serviço de Streaming" no menu de opções. Deverá ter uma conta do Twitch para continuar, por isso se ainda não tem, deve acessar a plataforma Twitch.tv no seu navegador e criar uma conta. Assim que criar a sua conta, pode clicar em "Entrar com o Twitch" no Action!. Introduza as suas credenciais de entrada do Twitch na respetiva janela. Configure o modo de gravação do Action! para "Jogos e Aplicativos" ou "Tela Ativa". Qualquer uma destas opções irá funcionar em jogos transmitidos em tempo real. Agora você está pronto(a) para iniciar o seu jogo, e deverá visualizar a HUD do Action! HUD no canto superior direito. Pressione em Ctrl e F9 para iniciar a transmissão, e assim que estiver satisfeito(a), pressione novamente Ctrl e F9 para terminar a sua transmissão. A HUD irá alterar a cor conforme você esteja ou não a transmitir. Se você se deparar com problemas ao entrar no Twitch a partir do Action!, pode sempre experimentar um método alternativo. Em vez de selecionar o Twitch.tv no menu de seleção do serviço de streaming, selecione "Personalizado". Descubra qual o Twitch RTMP URL que está disponível e copie e cole para o campo “Servidor/URL”. De seguida, acesse o o Twitch.tv no seu navegador para gerar uma chave da transmissão, e copie e cole essa chave para o campo "Chave do Stream" no Action!. Agora deverá estar tudo em ordem para fazer stream! No YouTube Após seguir as instruções na seção "Como começar" em cima, pode fazer stream para o YouTube no menu de opções "Serviços de Streaming" no Action!. Clique em "Entrar com o Google" e use as suas credenciais do Google para entrar no YouTube. Se você quiser alterar o estado do seu vídeo de público para privado, deve acessar o menu de opções "Privacidade" no Action!. Selecione o seu modo de gravação preferido e inicie o seu jogo. Tal como se fizesse streaming no Twitch, use as teclas Ctrl e F9 para iniciar e parar o streaming. Exportar e Carregar Se você quiser partilhar as suas gravações de vídeo, deve exportar e carregar os vídeos para o YouTube ou outras plataformas de hospedagem de vídeos. Para tal, selecione a miniatura da sua gravação no Action!. De seguida, clique no botão do YouTube para abrir a janela de exportação, onde deve entrar na sua conta do Google. Depois deverá escolher para qual das suas contas do YouTube pretende carregar o vídeo, caso tenha mais que uma conta. Aqui, pressione em Seguinte, introduza um título, descrição, categoria e ajuste as definições de privacidade à sua medida. Depois clique em Iniciar. O Action! irá dar início à exportação e conversão do seu vídeo para MP4 de forma a carregar mais rapidamente. Assim que o vídeo seja exportado, o Action! irá carregar automaticamente a sua gravação para o YouTube. Após o vídeo estar totalmente carregado, confira o vídeo ao clicar no botão "Abrir no Navegador". Comparação Obviamente que o Action! não é o único software de captura de tela disponível. Dois de muitos outros programas populares são o Fraps e o Bandicam. Nos testes de desempenho contra estes dois programas, o Action! foi superior. Numa gravação de 120 frames por segundo, o Action usou apenas .3 MB por cada frame gravado, enquanto que o Fraps usou 1.2 e o Bandicam .7 MB. O Action! consumiu apenas .17% do CPU por 1 frame gravado, enquanto que o Fraps usou .25%, e o Bandicam .44%. Tendo estes testes terem sido realizados com a opção de 120 frames por segundo em cada um destes aplicativos, apenas o Action! conseguiu atingir este valor. O Fraps apenas conseguiu capturar 65 frames por segundo, enquanto que o Bandicam apenas alcançou os 50 frames por segundo. Página da Loja na Steam https://store.steampowered.com/app/228180/Action__Gameplay_Recording_and_Streaming/ Exemplo de Captura com o Action Vídeo gravado a 1080p e 60fps. Créditos: Texto - Sandra (Filmora) Imagens e Vídeo - Euzinho (Nadeko')
  21. Mortal Kombat é uma das mais clássicas séries de luta dos videogames. Desde o lançamento do arcade original em 1992, a franquia recebeu dezenas de jogos. Alguns deles ótimos, como Mortal Kombat 3 e Mortal Kombat X, outros bizarros e com péssima recepção dos fãs e crítica, como Mortal Kombat 4 e Armageddon. Confira na lista a seguir os seis piores games da franquia: Mortal Kombat Special Forces Conhecida por seus capítulos numerados focados em luta entre dois jogadores, a série também se aventurou por outros gêneros onde, infelizmente, não teve o mesmo sucesso. Special Forces é um jogo de ação tridimensional lançado apenas para PlayStation em 2000 pela Midway, mas não conseguiu conquistar nem fãs nem crítica, apesar de sua trama e propostas inéditas. Aqui o protagonista era o agente Jax, velho conhecido dos jogadores. O maior inimigo eram o design horrível e repetitivo das fases, a falta de violência e a jogabilidade chata, com puzzles tediosos e chefes sem inspiração. Como curiosidade, a história do jogo é canônica e representava o primeiro capítulo na linha cronológica da saga na ocasião de seu lançamento, precedendo os eventos de Mortal Kombat Mythologies: Sub-Zero. Mortal Kombat Deadly Alliance Deadly Alliance quebrou uma tradição da série: foi o primeiro jogo de luta a não aparecer nos fliperamas, sendo lançado diretamente para os consoles da época. Assim, em 2002 a Midway disponibilizou o game para Gamecub, PlayStation 2, Xbox e GameBoy Advance. Como de praxe, a versão para portáteis era ainda mais fraca que a dos consoles. A grande inovação do jogo foi permitir que cada personagem tivesse três estilos de luta diferentes, com a polêmica inserção de armas às lutas. Para balancear os combates e incentivar o uso dos diferentes estilos, o número de golpes especiais foi reduzido, o que tirou um pouco da identidade da série e dividiu opiniões. Mortal Kombat 4 Em 1997, com o advento dos primeiros jogos em três dimensões, a Midway fez sua primeira e tímida tentativa de emplacar um Mortal Kombat 3D. Mortal Kombat 4 foi lançado para fliperamas, Nintendo 64, PC, GameBoy Color, Dreamcast e PlayStation, mas a expectativa não foi cumprida em qualquer uma das plataformas. A desenvolvedora teve problemas para criar gráficos usando as novas tecnologias, e problemas com a câmera e texturas estourando por todos os lados eram onipresentes. Com apenas dois fatalities por personagem e um gameplay era simplório e derivativo demais dos capítulos anteriores, Mortal Kombat 4 foi um jogo que não deixou saudades. Mortal Kombat Armageddon Lançado em 2007 para Nintendo Wii, PlayStation 2 e Xbox, seu grande destaque era a presença de absolutamente todos os personagens que já tinham aparecido na série até então. No entanto, o jogo também herdou alguns problemas de seus antecessores, como o controverso sistema de múltiplos estilos de luta por personagem. Também foi uma escolha um tanto preguiçosa reutilizar o mesmo motor gráfico dos dois jogos anteriores. Além disso, o novo sistema de criar os seus próprios fatalities não agradou, e os minigames inusitados como Puzzle e Motor Kombat não caíram nas graças dos jogadores. Mortal Kombat vs DC Universe Apesar de sua premissa extremamente criativa, o último jogo de Mortal Kombat feito pela Midway Games tornou sua despedida agridoce. Lançado em 2008 para PlayStation 3 e Xbox 360, o jogo reunia os heróis mais famosos da DC e os lutadores mais queridos de Mortal Kombat, o que rendeu um certo ruído criativo. A violência precisou ser bem atenuada a fim de preservar a imagem dos heróis, e não havia conteúdo extra o suficiente para desbloquear, o que tornava a experiência mais rasa que o habitual. Não foi um desastre, mas chegou longe de atingir todo o potencial que o crossover poderia ter. Mortal Kombat Mythologies Sub-Zero Esta infame aventura foi lançada em 1997 para Nintendo 64 e PlayStation. Tal qual Special Forces, a ideia era explorar um gênero diferente de luta e aproveitar para ampliar a história e lore da franquia. Assim, esta prequel era focada nas lutas que Sub-Zero travou antes dos primeiros capítulos da série, com direito a várias cenas em live-action. O grande problema é que sua jogabilidade era desastrosa, com saltos imprecisos e lutas muito sem graça contra inimigos dotados de péssima inteligência artificial. A recepção ruim do jogo sepultou as chances de Mythologies virar uma franquia própria, e fez com que Mortal Kombat dedicasse todos seus capítulos futuros ao gênero luta, onde se saía muito melhor. Créditos ao TechTudo!
  22. O futebol é uma paixão nacional que também encontrou espaço nos videogames e em celulares Android e iPhone (iOS). Apesar de serem mais simples, os jogos de futebol mobile são divertidos e simulam bem as disputas dentro de campo, como o caso do popular Pro Evolution Soccer 2019 (PES). Além disso há títulos em que o jogador pode atuar na área técnica, como é o caso de Online Soccer Manager. O TechTudo reuniu, a seguir, cinco jogos gratuitos de futebol para celulares que têm recursos online para jogar com amigos do mundo inteiro. Dream League Soccer 2019 Dream League Soccer é desenvolvido pela britânica First Touch Games. A primeira versão do game foi lançada em 2011 para iOS. A edição 2019 está disponível tanto para o sistema da Apple quanto nos celulares da Google. No iPhone, o jogo ocupa 435 MB de memória, enquanto no Android o peso do jogo é bem menor, cerca de 72 MB. Dream League Soccer 2019 tem uma jogabilidade fluída e descomplicada. No modo online é possível jogar contra amigos e jogadores do mundo todo. Ao vencer as partidas o jogador melhora sua classificação em uma ranking e ganha prêmios e medalhas virtuais que servem para contratar jogadores melhores, por exemplo. FIFA Football Muito popular nos consoles, o FIFA também possui uma versão mobile desenvolvida pela Electronic Arts. Disponível na App Store (184,9 MB) e Play Store (70 MB), a edição deste ano do game possui o brasileiro Neymar como estrela. O jogador pode ser comprado para a sua equipe, apesar de ser uns dos mais caros. FIFA Football é um jogo 3D que simula uma partida de futebol. A jogabilidade é intuitiva e os comandos são expostos na tela de acordo com a posição do time em campo. No jogo é possível encarar torneios e ligas, incluindo a UEFA Champions League. No modo online existe o "Um contra Um", que coloca o seu time contra jogadores de todo o mundo em uma partida com dois tempos de dois minutos. Pro Evolution Soccer 2019 O maior rival do FIFA no mundo dos consoles também possui sua versão para celulares. Pro Evolution Soccer Mobile, o popular “PES”, é produzido pela Konami, assim como nos consoles de mesa. Ele pode ser baixado em aparelhos com sistema iOS e Android, na App Store (1,5 GB) e Play Store (42 MB), respectivamente. Entre os diferenciais, PES possui mais de 12 ligas licenciadas e conta com a presença de craques que já penduraram as chuteiras, como David Beckham e Ronaldinho Gaúcho. O modo online do game permite jogatinas locais contra amigos e partidas contra jogadores de várias partes do globo. Esse segundo estilo pode proporcionar prêmios em dinheiro virtual usado na contratação de outras estrelas para o seu esquadrão. Soccer Royale 2019 Desenvolvido pela espanhola Genera Games e lançado no ano passado, Soccer Royale 2019 é um game que mistura um jogo de cartas com futebol. Ele pode ser baixado na App Store (246,7 MB) e Play Store (40 MB). Como se fosse uma versão contemporânea de futebol de botão, a produção coloca os jogadores em um tabuleiro com formato de campo e as ações ocorrem em turnos. Por causa disso a jogabilidade muda na hora de atacar e defender. O online coloca o player para enfrentar jogadores de vários países. Quando vencido, o PVP (player versus player) dá bônus para compras de cartas melhores que dão "power up" nas ações de jogo. Além disso, quem escolhe jogar em rede participa de rankings e pode melhorar sua qualificação até chegar ao topo. Online Soccer Manager Online Soccer Manager é desenvolvido pela Gamebasics e está disponível para Android (20 MB) e iOS (439, 9 MB). Ao contrário dos outros jogos citados, ele coloca o jogador na pele de um “manager”. Muito comum no futebol europeu, o manager é um treinador que também assume funções gerenciais e diretivas, como controle de finanças, contratações e dispensas de jogadores. O gameplay tem entrevistas na sala de imprensa, controle do nível de satisfação da diretoria e organização do calendário de jogos, além da definição do esquema tático em campo. Online Soccer Manager possui mais de 5 milhões de jogadores, licenças oficiais de clubes e competições e conta com atletas do mundo real, como Vinícius Júnior, Cristiano Ronaldo e Lewandowski. Todas as ligas e campeonatos podem ser jogados online. Também é possível chamar amigos para jogar nos mesmos torneios. Créditos ao Techtudo!
  23. A SEGA confirmou mais 10 jogos que virão na memória do Mega Drive Mini, console retrô, que será lançado em 19 de setembro, por US$ 80 – ou pouco mais de R$ 310, de acordo com a cotação atual do dólar. Entre os títulos revelados estão grandes clássicos, como Streets of Rage 2, Sonic the Hedgehog 2 e Earthworm Jim. Vale registrar, porém, que a lista foi revelada pela SEGA Europa, então ela pode ser um pouco diferente para a versão norte-americana do aparelho. Outros games inclusos nesta revelação incluem Castle of Illusion Starring Mickey Mouse, World of Illusion Starring Mickey Mouse and Donald Duck, Thunder Force 3, Super Fantasy Zone, Shinobi 3, Contra: Hard Corps e Landstalker. Estes 10 títulos se juntam aos que já estavam confirmados no Mega Drive Mini, que são: Altered Beast, Castlevania Bloodlines, Comix Zone, Ecco the Dolphin, Gunstar Heroes, Sonic the Hedgehog, Space Harrier 2, ToeJam & Earl, Dr. Robotnik's Mean Bean Machine e Shining Force. O aparelho no Japão se chama Mega Drive, mas no ocidente terá o nome de Genesis, o mesmo de quando foi lançado, no início dos anos 90. Ainda não há confirmação para o lançamento brasileiro. Via Polygon
  24. A MIBR disputará suas três primeiras partidas da classificatória regional para a ESL Pro League Season 9 nos próximos dias. O time brasileiro de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) está no grupo C e enfrentará Luminosity Gaming, Cloud9 e Team Envy. Os confrontos serão realizados neste fim de semana, com transmissão ao vivo nos canais oficiais do evento em três plataformas: Facebook, Twitch e YouTube. Veja, a seguir, o calendário dos primeiros jogos da MIBR pela ESL Pro League Season 9 no horário oficial de Brasília. Sexta-feira (19 de abril) 21h25 – MIBR x Luminosity Gaming Sábado (20 de abril) 21h25 – MIBR x Team Envy Domingo (21 de abril) 21h25 – MIBR x Cloud9 Todos os duelos seguirão o formato MD3. Caso a MIBR termine a rodada em primeiro lugar, estará automaticamente classificada para as Finais da ESL Pro League Season 9 em Montpellier, França, no dia 18 de junho. Caso termine em segundo ou terceiro lugar, o quinteto brasileiro terá outra chance de garantir vaga na final ao enfrentar os sobreviventes dos demais grupos na segunda etapa do campeonato, marcada para começar no dia 14 de maio. Além da Luminosity e da MIBR, outras duas organizações brasileiras foram convidadas a disputar a nona temporada: INTZ e DETONA Gaming. Os Intrépidos já cumpriram seus compromissos e terminaram na lanterna do grupo A. Já os Pitbulls começam a sua trajetória no dia 23 de abril contra Denial Esports, Infinity Esports e Isurus Gaming. A ESL Pro League Season é uma das principais competições do circuito internacional de CS:GO. Esta já é a nona temporada do evento, que distribuirá premiação total de US$ 750 mil (R$ 2,8 milhões em conversão direta). Além da etapa americana, existem também as eliminatórias da Europa, Ásia e Oceania. Ao fim dos qualificatórios, as 16 melhores equipes avançam para as finais. Via Liquipedia e HLTV
  25. Counter-Strike é uma das franquias de jogos de tiro mais conhecidas do mundo. O maior sucesso da franquia da Valve, atualmente, é Counter-Strike: Global Offensive. O título é febre entre jogadores casuais e também nos esports, com campeonatos que já garantiram mais U$ 70 milhões (cerca de R$ 275 milhões) em premiações. No entanto, a franquia também teve fases conturbadas que serviram como aprendizado para os lançamentos mais recentes. Relembre, a seguir, cinco momentos em que Counter-Strike recebeu mais críticas que elogios. Counter-Strike: Condition Zero Apesar de ter sido anunciado na E3 de 2001, Counter-Strike: Condition Zero foi lançado apenas em 2004, após diversos problemas com o desenvolvimento do jogo. O plano inicial era lançar o game no início de 2002, mas foi adiado após passar por três empresas diferentes em sua fase de desenvolvimento. Ele chegou a ser finalizado e refeito do zero após receber avaliações negativas dos críticos. Após o lançamento oficial, o jogo recebeu críticas mistas e marcou 65 pontos no Metacritic, site que reúne as principais análises de jogos. Os gráficos ultrapassados estavam entre os principais problemas do game, e foram relacionados com o tempo longo em que o título ficou em desenvolvimento. Counter-Strike: Source Counter-Strike: Source foi lançado no final de 2004, oito meses após Condition Zero. O jogo recebeu avaliações positivas de críticos e marcou 87 pontos no Metacritic. Além disso, possuía mais popularidade em relação ao seu antecessor, e chegou a registrar um pico de mais de 100 mil jogadores simultâneos na Steam. No entanto, o Counter-Strike: Source tinha dificuldades em sair da sombra do 1.6, que ainda se mantinha absoluto na época e era a versão considerada definitiva. O Source era alvo de duras críticas de jogadores profissionais, que achavam as mecânicas simplificadas do game prejudiciais no desenvolvimento do cenário competitivo. CS:GO para consoles Apesar de Counter-Strike: Global Offensive ser um fenômeno mundial nos computadores, o jogo não fez o mesmo sucesso nos consoles. Lançado também para Xbox 360 e PlayStation 3, diversas funções e características presentes na versão para PC não foram implementadas nos consoles. Além disso, a versão também não recebeu atualizações e permanece até hoje exatamente como foi lançada. Counter-Strike Nexon: Zombies Counter Strike Nexon: Zombies foi lançado gratuitamente em 2014 na Steam, seguindo o sucesso de CS:GO. O game possui mais de vinte modos de jogo bastante diversos, e mais de cinquenta mapas disponíveis. Desenvolvido pela Nexon, CS Nexon: Zombies foi bastante criticado pela temática de zumbis, que não possui nenhuma relação com a franquia Counter-Strike. Seu sistema de microtransações e o motor gráfico com vários bugs também foram motivos para o fracasso do título. Como resultado, Zombies se tornou o título da franquia CS com a pior nota de avaliação na Steam. Créditos TechTudo!




×